O Programa SALVEMOS OS CERVOS foi desenvolvido pela BRASIL ECO ENERGY, e possui como objetivo principal dar aos cervos uma oportunidade de vida. Tais animais supostamente foram contaminados pela tuberculose e o projeto busca garantir um tratamento melhor e mais digno aos animais.  A ideia principal é não matar os cervos e sim cuidar para que possam viver mais e melhor.

O primeiro passo seria ter uma propriedade que fosse mais adequada para a vivência de tais animais, uma espécie de Santuário que pudesse abrigar os cervos, de modo que as pessoas possam cuidar deles. Os medicamentos e até suplementos também seriam providenciados bem como uma espécie de diagnóstico a ser feito e assim prever e evitar novas doenças ou problemas.

Houve um contato prévio com os advogados do Pampas Safari de modo que pudéssemos encontrar uma alternativa melhor para esse projeto. A ideia central é conseguir salvar os cervos da matança e assim não ser mais injusto. O tratamento dos animais infectados visa também separá-los daqueles que estão saudáveis e assim poder ajudar ambos.

Até onde pode ir a crueldade humana?

O ser humano parece ter uma natureza um tanto sombria e cruel, afinal, decidiram matar os animais sem antes dar chance de qualquer tratamento. É preciso sensibilidade e razão e antes de tudo empatia por tais seres tão puros.

O PROGRAMA SALVEMOS OS CERVOS possui uma proposta totalmente nova e criativa, ou seja, trabalha contra alguns pontos.

A sua participação é muito solicitada e se você desejar saber mais, compartilhe a nossa campanha. Caso deseje ir além, um caminho interessante pode ser clicar na campanha pelo FACEBOOK e assim ir tendo mais informações.

É preciso citar que fazer política por meio do sacrifício de animais sem saber se estão contaminados, é uma covardia.  Você acha justo isso? Acredita que as crianças vão pensar coisas positivas de toda essa matança?

Ah, se você pensou que não, então participe do PROGRAMA SALVEMOS OS CERVOS e da Campanha Eco Tchê. A missão é nobre e a causa é muito justa, porque o objetivo é simples, ou seja, preservar a vida e dar melhores condições de vivência aos animais.

Se você deseja saber mais clique aqui e descubra todas as informações relativas a esse caso.

Entendendo melhor o caso

Segundo informações do site Giro de Gravataí, o Ibama determinou a eutanásia de mais de 300 servos. Tudo isso no Pampa Safari em Gravataí, todavia existem no parque mais de 440 Cervos, dos tipos: Dama, Sambar e Nobre. Tudo isso começou em 2013, quando começaram a existir as denúncias.

Em Julho de 2017, o IBAMA ao lado do Ministério Público e da Secretária Estadual de Agricultura, efetuou a determinação de que mais ou menos 300 servos que vivem na região fossem abatidos.

Tratava-se de alguns órgãos fiscalizadores que começaram um processo de interditar o parque. A interdição desse parque acabou acontecendo ainda em 2013, depois de uma comprovação. Sim, a UFRGS por meio de uma necropsia determinou que os animais morreram no local devido a tuberculose bovina.

A denúncia realizada destacava algumas irregularidades realizadas pela administração desse parque. Como por exemplo: área de manutenção e armazenagem de alimentos, carcaças de animais decompostas ao ar livre.

O motivo para a decisão era o descontrole da tuberculose bovina e os diversos riscos que isso oferece. O parque já estava fechado para reformas e desde então nunca mais foi aberto a visitação, ou seja, triste fim para essa atração.

Fundação Municipal do Meio Ambiente analisa o caso e busca dados mais aprofundados

Por fim, mas não menos importante, ainda existe uma luz no fim do túnel e Jackson Muller, titular (FMMA) da Fundação Municipal do Meio Ambiente de Gravataí, acredita que é preciso ter cuidado e que podemos salvar os cervos. O mesmo afirma que abater os animais sem ter certeza do que se trata, não seria uma boa alternativa para todos.

Já que caso os animais venham a ter outro tipo de doença, seria preciso abrir outro processo de investigação. Dessa forma, ele deseja que sejam feitos testes para descobrir, o único problema é que ele esbarra sempre no âmbito político.

O que o programa SALVEMOS OS CERVOS deseja é muito simples e diz respeito a proteger os animais de duas formas. A primeira é tratando aqueles que estão doentes e a segunda é protegendo os que não estão contaminados. O ato de abater que seria utilizado apenas para aqueles que estiverem próximo ou em estado terminal, não precisa ser exercido se houver o tratamento correto.

Entre e participe do nosso grupo no Facebook

https://www.facebook.com/groups/1933716316892426

E-mail

cavaloaposentado@gmail.com

Galeria de Imagens

[embedfb https://www.facebook.com/groups/1933716316892426/ theme=classic]

Projetos Relacionados